Tweets
    Sono eterno.

    O quão frágil é a vida? Esse ano, termino o ensino médio, não estou triste por terminar, se inicia uma nova etapa da vida. Estou triste por não voltar nunca mais, e isso me faz ver como uma vida passa rápido, e que existem coisas que acontecem uma única vez, e que até o término da mesma, não haverá, nem sequer, mais uma chance. E assim se passam todas as etapas, rapidamente. O que vem depois disso? Nada. Eu não acredito em Deus, eu não acredito em céu, em inferno. Eu queria, muito, mas minha lógica não me permite. Vejo a morte como um sono eterno, sem sonhos, nada acontece. Admiro quem acredita, e consegue crer que depois de tudo isso venha algo bonito para os que foram bons o bastante. Eu vejo como um ciclo, começa e termina, pra que outros ciclos comecem e terminem, e o mundo se mantenha vivo. Mais nada. Todas as desgraças que tem acontecido, me fazem refletir quase todas as noites. Meu sono eterno pode começar a qualquer momento. E qual o sentido? Qual o sentido em correr tanto, se ao final, tudo, absolutamente tudo, será em vão? Nenhum. Refletindo tanto sobre as etapas da vida, sobre o sono eterno, sobre a fragilidade, chego à seguinte conclusão: O sentido na verdade não é correr, correr significa morrer “mais cedo”. O sentido é aproveitar, cada momento, cada instante, cada segundo, rir da vida, de você, dos outros. Fazer o melhor, pra você, para as pessoas próximas, para o mundo. Ignorar o sono profundo que invalida tudo. Apesar de admirar os que acreditam em um lugar bom, acreditar que a vida será apenas anulada e nada mais, não me torna uma pessoa má, sem objetivos, sem perspectiva. Eu não preciso acreditar em um Deus pra ser uma pessoa boa, eu não preciso acreditar que serei castigada se não for feito assim. Eu posso ser uma pessoa boa acreditando em mim, acreditando que eu, por mim mesma, posso fazer o bem para os outros, sem esperar nada em troca, nem sequer “o paraíso”. E quando sono estiver chegando, eu terei feito o melhor, e terei feito a diferença nas vidas anuláveis de outras pessoas, nem que seja com um simples sorriso. Faça coisas boas por você mesmo, e pelas pessoas que ama. Não espere nada em troca, você não precisa disso. Essa é a verdadeira bondade, não é feita por medo, é vinda do coração

    Brenda Roseno

    Anonymous asked:
    CHOOOOOOKO, por que ta sumida? :C

    N sei, acho que esqueci da internet